Logotipo
volta Main Page
ver tambem Gravação Digital - Computer Setup
e Aspectos misteriosos da Gravação Digital - é muito importante

Vai Gravar?
- Marcos Ficarelli (Mai 2017)

PREÂMBULO - ABSTRATO

Era Maio de 1991: eu saí de São Paulo numa longa viagem de ônibus ao Paraguai (fui até Asunción). Projeto: comprar uma placa de som para o meu computador. Comprei a recém-saída Sound Blaster Pro CT1330, a primeira placa 100% usável em MIDI e Audio - se bem que a parte de audio ainda era muito limitada.

Não sabia que esta compra tão maravilhosa me levasse a uma carreira de procura, estudos, frustrações, descobertas e esquecimentos. Hoje passados quase 30 anos de quando li pela primeira vez um livro sobre MIDI, penso que deu prejuizo.

Assim, a razão deste artigo pequeno e simples, é livrá-lo dos problemas que ainda vejo a maioria dos músicos caseiros terem ao gravar com o computador. Quando você grava sozinho ou com amigos do peito, pode falhar por uma vez mas não numa segunda. Já com outros ... nunca, nunca, nunca. Então esteja esperto.

O QUE GRAVAR - OBJETO

Audio

Assustou-se com os 3 canais? Infelizmente, usar uma interface com só 2 canais de audio (as mais encontradas!) é inesequível na maioria dos casos, mesmo quando o músico trabalha sozinho. Com 3 canais você pode gravar um metrônomo enquanto grava um stereo; uma bateria em stereo enquanto grava a voz ou um trio com baixo e bateria ... Com dois canais não há o que fazer para facilitar o sincronismo.

O que fazer, então? Partir direto para uma interface de 8 canais (há muitas e boas). Aí quase é possível gravar uma banda por inteiro e com muita qualidade.

Não vou discutir os programas (DAW) a serem usados, há muitos maravilhosos. Eu usei sempre o Cakewalk porque foi a continuação do meu primeiro "Sequencer Plus" da Voyetra (1995?). Há até um bom DAW em Linux. Pesquise e seja compatível com os seus amigos. Use um DAW à sua altura e à altura do seu LUCRO.

MIDI

Aconselho ter 2 tipos de interface:

1) uma muito pequena e simples, USB 2.0, para todos os momentos

2) uma 8 In / 8 Out, para fazer operações de Sys-X, setups complicados com módulos de som, mixagem de MIDI, usar vários teclados ou synths ao mesmo tempo ...

Eu tenho todo tipo de interface, mas hoje, com o uso de controllers (teclados lotados de botões e pedais capazes de controlar módulos complexos em tempo real) perfeitos e baratos, estou usando cada vez menos gravar em MIDI - gravo direto em WAV já em stereo. O correto seria gravar AMBOS - tenho preguiça, mas é importante.

O equipamento mais importante em MIDI é a sua cabeça: estude MIDI, saiba como funciona, saiba ler as especificações, comandos, controles e SYS-X - senão, fique com as porcarias de plugins de som, que mesmo quando maravilhosos, tomam muito tempo de você.

VAMOS GRAVAR?

Nem pensar! Agora vamos tratar de reacertar o seu computador para poder realizar a façanha.

Saiba que gravar música é a coisa mais difícil que um computador pode fazer em real-time, ainda mais quando trabalha com mais canais que dois. Garanto-lhe que é muito complicado, e para isso ele tem que ser regulado "como se deve". Há quem use um computador exclusivo para gravações, ou use um HD só para setar gravações (com start múltiplo) e em certos casos (quando não há conserto), usar HD externo etc. - Eu acho que hoje não precisa - se o seu equipamento é como especificado acima. Os computadores de hoje são muito capazes e confiáveis.

O computador mínimo tem que ser de 64-bit - nem pensar usar um de 32 (jogue fora!). Uma memória acima de 4Gb pode servir muito bem. Você precisará de mais memória se trabalhar com plugins gigantescos - só. Uma CPU i5 já está boa. Use uma boa placa gráfica (muito importante para a velocidade).

Agora vem a parte importante. Você vai desligar tudo aquilo que pode atrapalhar uma gravação profissional (não tem perdão, para o DAW você é um profissional):

OK???

Ressete o computador. Quando ele abrir, espere uns 5 minutos. O resultado esperado é verificar que no canto inferior direito tenhamos um altofalantinho com um X vermelho dizendo que NÃO HÁ DISPOSITIVO DE SOM LIGADO. Será a glória!

LIGUE O SEU DISPOSITIVO - HARDWARE

Cada marca ou modelo tem as suas manhas. Primeiro ligue-o como mandou o fabricante. Alguns têm programa específico, outros são reconhecidos e instalados automaticamente pelo Windows ... verifique se há um novo ícone na tela (sobre o dispositivo, claro!) e clique nele. Estude-o, decore-o e só mexa nele se ele pedir alguma coisa, senão saia dele.

Vá no Google e procure tudo sobre o dispositivo (na verdade você deveria tê-lo feito antes de comprar). Leia "reviews", forums e tutoriais (no YouTube há muitos e bons). Espero que tenham aparecido novidades (aprendendo sempre). Leia 10 vezes o manual: se for em PDF, copie-o para o celular (tenha sempre à mão).

Se há algo para mexer no "driver" do dispositivo (programa?), mexa: por exemplo aumentar o tamanho do buffer ou nível de segurança ou escolha de canais etc.. Em geral, quanto mais complicado o processo, melhor - dará mais trabalho, que renderá depois.

No Windows: agora vá ao canto inferior direito e clique no altofalantinho e vá no "Playback Devices" e tenha certeza que só o teu dispositivo esteja lá e seja o dispositivo default. Entre e verifique todas as propriedade. Faça o mesmo com "Recording Devices". Entre outras, garanta que o ítem "Programas podem modificar o setup" esteja ticado.

Agora vá em algum player (comece pelo pior!) e toque algum .MP3 ou .WAV. Tocou? OK, senão você está com problemas - resolva-os. Você ligou o dispositivo no seu amplificador?

NO DAW

Já que tudo está funcionando, meio caminho andado. Entre no programa DAW.

A PRIMEIRA GRAVAÇÃO DE TESTE

Dois Monitores

Do modo como eu mandei você regular deve ter funcionado bem, senão:

Nota: Há aparelhos ASIO que especificam não ter estes problemas de buffers ou latency. Não acredite, teste tudo sempre, não custa nada.

TUDO PRONTO